Dicas para conviver com pré-adolescentes (Tweens) | | WOWL Education

Dicas para conviver com pré-adolescentes (Tweens)

Você sabe o que quer dizer a expressão em Inglês Tweens? Tweens vem da palavra between, que quer dizer entre duas coisas. No caso aqui, Tweens significa pré-adolescentes, que ficam entre a infância e a adolescência. Depois dos Tweens vem os Teens, os nossos amados adolescentes.

Você sabe o que quer dizer a expressão em Inglês Tweens? Tweens vem da palavra between, que quer dizer entre duas coisas. No caso aqui, Tweens significa pré-adolescentes, que ficam entre a infância e a adolescência. Depois dos Tweens vem os Teens, os nossos amados adolescentes.

Pois é, será que damos a atenção devida aos nossos tweens ou pré-adolescentes? Estamos preparados para deixar de ter crianças em casa  para termos projetos de adultos em andamento? É difícil lidar com essa faixa etária e os pais em geral não sabem tão bem qual a medida para suas atitudes – estarão eles tratando seus filhos de modo infantil ou de forma muita “adulta”?

Baseado em depoimentos de pais de pré-adolescentes e adolescentes, reunimos algumas dicas que podem ser úteis aos pais e professores.

1. Não se sintam rejeitados pela recém-descoberta independência deles. 

Nessa fase eles podem se afastar. Ais dos pais e começar a trocar e confiar mais em amigos e isso pode ser interpretado como rejeição, mas não é.  Esse aparente comportamento de oposição nada mais é do que um natural distanciamento, muitas vezes com alguns segredos. Cabe aos pais, respeitá-los nesse processo.

2. Reserve um tempo especial para o seu filho ou filha.

Não é muito fácil ter um pré-adolescente ou adolescente se abrirem e conversarem. Por isso mesmo, sugerimos que os pais reservem um tempinho duas vezes por semana pra conversar com ele(a) sem dividir a atenção com mais nada – foco 100% no momento dos dois, sem celular na mão. Assim, os pais melhoram a relação entre os dois e, ao mesmo tempo, promovem em  seu filho(a) o desenvolvimento de habilidades interpessoais, fundamentais para o seu futuro. É o que os americanos chamam de “quality time”.

3. Tente uma abordagem indireta.

Quando eles eram mais novos, voce podia fazer perguntas diretas como “Como foi a escola?” Ou “Como foi na prova?” , mas agora esse bombardeio não mais funciona  e eles acham demais, acham invasivo. Não vai funcionar. Tente o caminho oposto e se coloque como alguém que está ali para ouvir. É provável que voce receba até mais informações sobre a vida de seu filho(a) do que você esperava. Esse método passa pro seu filho(a) a seguinte mensagem: “esse é o lugar pra voce vir e conversar e voce pode dizer tudo o que pensa ou sente.” Muitas vezes você vai ser capaz de ajudar, mas não tente resolver os problemas por ele(a). Só esteja presente e mostre empatia e amor.
 

4. Não seja severo demais em seus julgamentos.

Nesse idade seu filho(a) observa voce astutamente e perceberá seus julgamentos e preconceitos. Mais do que isso, usará você como exemplo a seguir em suas análises e posicionamentos sobre outras criancas, como elas se vestem e se comportam. E observará você para decidir se você está sendo muito severo, critico ou preconceituoso. Há pais que tecem comentários como: Olha A foto que essa menina postou. Seu eu fosse seus pais ficaria arrasado.” Ou “ eu não acredito nesse video que ele divulgou esse video do Youtube”. É bom sempre ter cuidado com a rigidez de seus julgamentos e o tiro pela culatra que eles podem ser.

5. Assistam o que eles assistem COM eles.

Assista com eles as séries, filmes e programas que eles querem ver. Ria e converse sobre o que estão vendo – é uma importante forma de se conectar a eles e abordar assuntos que, de outra forma, poderiam ser tabus. Assistir, comentar, questionar (sempre de forma leve e com humor) é uma forma nao só de se aproximar, mas também de desenvolver o pensamento crítico, questionar preconceitos e criar laços  de confianca entre eles e você. 

6. Não tenha medo de começar uma conversa sobre sexo e drogas.

Há uma realidade triste hoje – crianças de 9 ou 10 anos começando a experimentar álcool e drogas. O desenvolvimento sexual é forte nessa idade e é quando começamos a perceber distúrbios alimentares surgirem. Portanto, esses são anos fundamentais para se construir uma base forte, trocando e informando-os. Informação e atenção como rotina e não parte de um evento especial.

Os tweens e teens são uma “especie em transformação”  e não podem ter menos atenção. É preciso ter um olhar especial sobre esses seres adolescentes ou pré-adolescentes.

Falando em Teens e Tweens, convido a todos para nos ajudar com essa rápida pesquisa.

https://bit.ly/wowltweensteens

2020-07-10T09:00:50-03:00