Networking Infantil – Vale Estimular Seu Filho? | WOWL Education

Networking Infantil – Vale Estimular Seu Filho?

//Networking Infantil – Vale Estimular Seu Filho?

Com todos os avanços tecnológicos galopantes, há uma coisa que não mudou no que diz respeito ao desenvolvimento social da criança – a importância da presença e intuição dos pais. Seu filho precisa de treinamento, orientação e incentivo enquanto circula por entre amizades e relacionamentos com colegas, seja pessoalmente ou online. 

O principal é que os pais precisam estar envolvidos. Isso é o que ajuda a manter nossos filhos seguros e felizes com as necessárias descobertas que farão ao longo de suas vidas.

Determinar se seu filho está pronto para socializar online é semelhante a descobrir se ele está pronto para atividades offline adequadas à idade. Uma criança que pede permissão para brincar no condomínio , por exemplo, que respeita os amigos e vai sair quando você diz que está na hora de ir embora, provavelmente pode participar da mesma forma em um ambiente online. Uma criança que tem mais dificuldade em controlar os impulsos, prestar atenção e seguir regras, pode exigir mais orientação e limites. Portanto, é preciso considerar a personalidade de seu filho e como ele lida com limites para estabelecer o quanto ele poderá usar de tela. Lembrando que esse processo desenvolve sua responsabilidade e maturidade também.

 

É fundamental conhecer os ambientes que seus filhos frequentam, no sentido de conhecer quem os frequenta junto com seu filho. É importante saber com quem ele convive. Isso vale para a escolinha de esportes, a escola, o parque, a praia, e quaisquer atividades extracurriculares. E, nos dias de hoje, vale pro mundo online também. Não basta saber com quem ele convive pessoalmente. Se as relações estão cada vez mais sendo fortalecidas virtualmente, fica claro que o tempo de tela de seu filho deve ser checado por você para que seja de qualidade e com interações seguras, sadias e que acrescentem a ele.

Entendemos, assim, o quão importante é, para a criança e o adolescente, desenvolver suas habilidades sociais e, por que não?, aprender desde cedo a cultivar relações, sejam elas presenciais ou online. 

 

Sim, eu estou falando do network de seu filho, que será importante para desenvolver suas soft skills, aprender a lidar com diferentes personalidades e entender o quanto cultivar relacionamentos é importante para o seu presente e o seu futuro. E essa rede de conhecimentos que pode começar a criar ainda na infância será presencial e, provavelmente, virtual também. 

 

Por exemplo,  liberar o acesso de seu filho  a uma rede social é uma decisão muito particular dos pais. Sabemos que nada em demasia é bom e a moderação é a palavra-chave para as crianças, os adolescentes e nós, também.

E, com moderação, as redes sociais contribuem para o desenvolvimento de muitas das habilidades que as crianças precisarão no futuro.

 

Assim como formamos filhos que sejam cidadãos com civilidade, preparamos futuros cidadãos globais e digitais, não há dúvida. 

As crianças podem se conectar com seus amigos da vida real por meio de redes criadas especificamente para crianças, que utilizam jogos, desafios e entretenimento muitas vezes educacional. Enquanto estiverem conectados, eles estão aprendendo a ler, conhecendo novos vocábulos, ousando escrever, soletrando, corrigindo e aprendendo muito sem perceber.

 É importante começar a equilibrar o tempo de tela com brincadeiras criativas e atividades ao ar livre para que as próximas gerações não considerem a conversa cara a cara como uma habilidade ou passatempo inúteis. Afinal, ela é o tecido e a base das interações humanas e não pode ser substituída por mensagens de texto e atualizações do Instagram ou TIKTOK ”.

Portanto, desde pequenos, ainda aprendendo a ler, é importante dar limite de tempo na tela. O tempo vai aumentando com a idade e com os acordos feitos com seu filho.

O uso de tela pela criança pode aumentar as suas habilidades de comunicação e de colaboração. Um bom exemplo de como monitorar a comunicação de seu filho é o LEGO® Life, no qual crianças menores de 13 anos podem compartilhar suas criações de LEGO, entrar em desafios de construção e se comunicar com milhares de outros fãs de LEGO no mundo. Muitas plataformas, como o Scratch, possuem forte senso de comunidade, sendo possível para o seu filho fazer amigos virtuais com interesses em comum.

Quando se está entrando na adolescência, as conexões sociais tendem a ser extremamente importantes – especialmente num momento em que as crianças estão explorando suas identidades e procurando um lugar para se encaixar, as redes sociais podem ser uma oportunidade para novas amizades. Crianças que têm problemas para interagir cara a cara podem achar que fazer isso em ambientes online é menos intimidante. As redes sociais online também oferecem uma chance para os pré-adolescentes explorarem seus próprios interesses e sentimentos. Há os que utilizam as redes como um verdadeiro diário e encontram conforto e sentido de pertencimento, o que é fundamental para todos, mas em especial, nessa faixa etária, seja em blogs, sites de jogos ou mesmo no YouTube.

 

A verdade é que por mais que as tecnologias mudem, algumas coisas sempre permanecerão as mesmas – como a importância do networking.

     Nunca é muito cedo para começar a pensar no futuro do seu filho, sem ansiedade nem pressão. E, claro,  com valores de humanidade e não só de posição social, dinheiro ou poder. Toda a relação com pessoas que nos agreguem valem ser cultivadas e, aqui,  o “agregar” não se refere somente às coisas materiais, que o dinheiro pode comprar, elas podem agregar porque nos distraem, nos motivam, nos ensinam… e podem agregar porque nos abrirão outras portas de que podemos precisar. 

Hoje, 88% dos profissionais consideram o networking crucial para uma carreira de sucesso. Eu também considero networking crucial para uma vida pessoal e social com histórias interessantes e surpresas positivas. Sabendo disso, nunca devemos subestimar o poder das conexões. Às vezes, é tudo sobre as pessoas que você conhece.

Conectar-se profissionalmente pode nos ensinar uma comunicação poderosa e outras habilidades sociais que podem amortecer sua vida social confortavelmente. Sendo assim, por que não começar a incutir a importância do networking em seu filho? Eles praticam esse cultivo de relações e vão se sentir confortáveis ​​o suficiente para futuramente criarem várias oportunidades produtivas de networking quando entrarem na faculdade, por exemplo.

Independentemente do quanto você acha importante incentivar o networking na infância e adolescência de seu filho, conhecer pessoas é um valor crucial do ensino superior – e da educação em geral. Prepare seu filho para o futuro do trabalho (que se mistura ao seu futuro pessoal) enquanto ele ainda está estudando. Dessa forma, ele estará pronto para qualquer coisa que a vida pessoal ou profissional lhe apresente.

Termino este artigo do jeito que comecei: vale orientar, estabelecer diálogos e escolher ambientes virtuais seguros para seu filho.

 

As aulas online da WOWL são um exemplo de diversidade e abertura de horizontes para os alunos: se seu filho está acostumado a lidar com colegas da mesma escola, mesmo bairro ou mesmo clube, ele vai se deparar com uma sala de aula virtual WOWL com crianças das 5 regiões do Brasil – conhecer novas realidades, hábitos, sotaques e se formar um ser humano mais cosmopolita, com menos estranhamento cultural e com relações das mais diversas – o networking ideal.

2021-07-19T17:09:30-03:00