O desafio de ensinar hoje | | WOWL Education

O desafio de ensinar hoje

/, Todos os posts/O desafio de ensinar hoje

linguistica

Alzira Duncan

Pedagoga, especializada em planejamento escolar, consultora pedagógica do Wowl Education.

A escola tem hoje um desafio ainda maior para envolver seus alunos no processo ensino-aprendizagem. A internet, as redes sociais, o You tube, Spotify, tudo ao alcance do celular. Difícil competir com tantos atrativos. O que se pode fazer para envolver os alunos nas aulas? Vamos falar de significado.

Acompanhem a proposta que fazemos aos adultos, pais e professores, que lidam com criança.

  1. Memorizem ou tentem, as letras soltas, na ordem em que as apresento: k, h, m, j, y, t, g, w, q, f. Agora, tentem repeti-las sem “colar”… Difícil, não? Sigamos.
  2. Agora, tente decorar a série de sílabas na ordem em que as apresento: ba, se, gua, lo, ju, ma, di, pe, fe, cho. Adotem o mesmo procedimento e tentem acertar, sem alterar a ordem. Talvez tenha sido um pouco menos difícil. Será que conseguiram acertar sem “consulta”? Continuemos
  3. E se fossem palavras:

banho, seco, guapo, loja, jura, mala, dia, pele, pega, feno, choco. Sem colar, sem consultar. Tentem decorar. Garanto que dessa vez foi mais fácil, não foi?

  1. Vejam agora a frase abaixo:

O menino gosta de brincar de pique na praça aos domingos

Usem o mesmo procedimento das três propostas anteriores. Memorizem e sem olhar, repitam a frase mantendo a ordem das palavras. Dessa vez foi fácil, não foi? Por que foi mais fácil?

Eis o segredo: uma frase tem significado.

Então, vamos falar do princípio do significado. Muito mais facilmente guardamos em nossa memória aquilo que faz sentido pra nós. Seja no campo afetivo ou cognitivo. E, aliás, quando se trata de aprendizagem, esses campos tendem a se integrar.

Temos vários exemplos do princípio do significado – aprendemos e memorizamos com facilidade o que tem significado para nós. O número do nosso CPF, temos que sabê-lo de cor porque sempre o requisitam no nosso cotidiano. E são 11 algarismos! Nossas senhas de cartão de crédito, outro exemplo. E hoje já não memorizamos tantos números de telefones ou celulares. Por que será? Porque a memória do celular o faz por nós. Memorizar números de celulares perdeu o significado. Certo?

Bem, toda essa introdução foi para falarmos do desafio de ensinar e envolver o aluno no processo de ensino-aprendizagem, apesar de todos os atrativos que lhes desviam a atenção. Que metodologia será capaz de trazer significado para o aluno de hoje? Apresento o trabalho com projetos. Projetos pedagógicos, uma forma de abordagem contextualizada e que por esse fator já traz potencial de interessar o aluno.

Recorro a Vygotsky. Lev Vygotsky foi um psicólogo russo, estudioso do desenvolvimento cognitivo e que considera a criança no seu processo não apenas biológico, mas também sócio-histórico, dando ênfase especial ao papel da linguagem no desenvolvimento e organização do pensamento. Os adultos são mediadores do contato da criança com o mundo. O surgimento do pensamento verbal e da linguagem como sistema de signos é o momento crucial no desenvolvimento humano, momento em que o biológico se transforma no sócio-histórico. Ou seja, a cultura assume papel preponderante na aprendizagem.

Então, façamos a conexão entre os princípios defendidos por Vygotsky e a questão do significado. E chegamos ao nosso ponto: trabalhar com projetos.

O projeto didático ou projetos temáticos com que trabalhamos buscam trazer significado à aprendizagem, partindo sempre de situações que envolvam e motivem a criança. Em nenhum momento perdemos de vista os objetivos linguísticos que queremos atingir, mas focamos também nos propósitos sociais. Além de dar um sentido mais amplo às atividades propostas, o projeto evita a fragmentação dos conteúdos, a apresentação de palavras fora de um contexto e ajudam a ensinar mais e melhor, atendendo as demandas da época contemporânea.

Os projetos que desenvolvemos visam a estimular a criança a ir além porque o bom ensino é aquele que busca alcançar estados de desenvolvimento potencial, desafiando-a a partir de situações significativas e enriquecedoras.

O trabalho com projetos é a melhor metodologia para o enfrentamento do grande desafio contemporâneo – incorporar a modernidade às aulas, em vez de lutar contra ela.

E nessa proposta cabe o aproveitamento dos recursos da internet, das redes sociais, do you tube. A aprendizagem passa a ser contextualizada e significativa porque usa a linguagem contemporânea.

 

2020-07-10T09:00:56-03:00