O profissional do terceiro milênio – como prepará-lo. | | WOWL Education

O profissional do terceiro milênio – como prepará-lo.

/, Todos os posts/O profissional do terceiro milênio – como prepará-lo.

O mundo mudou significativamente com a implementação das pesquisas sobre o desenvolvimento infantil e do adolescente, graças aos progressos da psicologia, pedagogia e neurociência. Agora sabemos sobre a importância das relações com professores, pais e adultos em geral para que a criança tenha uma boa formação com valores que lhes deem suporte. A tarefa dos professores vai muito além do ensinar. Crianças merecem ter uma vida significativa e plena para além de medidas externas de sucesso. Professores precisam desenvolver as habilidades internas em sala de aula e não só transmitir conhecimento. O conhecimento hoje é de fácil acesso e à escola cabe ir muito além da simples transmissão de conhecimento, do estímulo constante à memorização. À escola hoje cabe estimular o desenvolvimento de oito qualidades que são requeridas no novo milênio.
As oito qualidades consideradas importantes na formação do indivíduo do terceiro milênio são:
curiosidade – sociabilidade – resiliência _ introspecção – integridade – espírito investigativo – criatividade – empatia.
1. Curiosidade: é a capacidade natural e inata da indagação, evidente pela observação de muitas espécies animais e, no aspecto dos seres vivos, é o que engendra a exploração, a investigação e o aprendizado. A curiosidade faz parte do instinto humano, pois faz com que um ser explore o universo ao seu redor compilando novas informações às que já possui. Também se designa desse modo qualquer informação pitoresca. A curiosidade é também uma característica do instinto animal.
2. Sociabilidade: a sociabilidade pode ser vista, de forma geral, como a capacidade natural do ser humano de viver em sociedade, viver sempre em contato com outras pessoas visto que o ser humano não tem, intrínseco à sua natureza, a solidão. É através da socialização, que os indivíduos, ao nascerem, e integrarem certo grupo, seja ele familiar, ou de amigos, acabam adquirindo algumas características ao seu modo de viver. O aprendizado da vida em um grupo social é primordial para expressão cultural, para interação e convivência, saindo de si e do egocentrismo inerente ao ser humano.
3. Resiliência: resiliência significa voltar ao estado normal, marcadamente após uma situação desafiadora, crítica e fora do habitual. Aplica-se a diferentes áreas do conhecimento humano e é necessário ser resiliente seja qual for a profissão que o indivíduo escolha.
4. Introspecção: é o ato pelo qual o indivíduo observa os conteúdos de seus próprios estados mentais, tomando consciência deles. Dentre os possíveis conteúdos mentais passíveis de introspecção, destacam-se as crenças, as imagens mentais, memórias (sejam visuais, auditivas, olfativas, sonoras, tácteis), as intenções, as emoções e o conteúdo do pensamento em geral (conceitos, raciocínios, associações de idéias). Conhecer-se é o fundamento da introspecção.
5. Integridade: significa qualidade de quem desenvolve uma conduta reta, valoriza a honra, a ética, a justiça, enfim alguém com comportamento pautado pela retidão e que se importa com preceitos morais.
6. Espírito investigativo: é o espírito investigativo a mola propulsora para a construção de novos saberes e precisa ser constantemente estimulado. Não basta solicitar que os alunos pesquisem, é necessário que se faça uma proposta provocativa e que estimule a curiosidade, que se parta de uma situação-problema que deva ser solucionada.
7. Criatividade: não é um dom, tem a ver com a prática, o estímulo para levar o aluno a ter um olhar diferenciado sobre o que vê, a pensar “fora da caixa”, a exercitar a mente para estar sempre aberta a gerar ideias inovadoras.
8. Empatia: empatia é a tendência para se identificar com os sentimentos, os pensamentos ou as atitudes das outras pessoas. Assim, ensinar empatia é ensinar a se colocar no lugar do outro, basicamente. E isso se aprende através de muito se exercitar, com exemplos também, se possível.
Chamamos de qualidades aquilo que se vai transformar em competências, se trabalhadas adequadamente com as crianças. E é o que o mundo exige dos futuros profissionais. Os profissionais do terceiro milênio. Oito competências adquiridas nos primeiros contatos da criança com a escola. É o mais importante trabalho para o professor de hoje. Mais importante do que transferir conhecimento.

2020-07-10T09:00:55-03:00