Quem é o Professor Mitchel Resnick? | | WOWL Education

Quem é o Professor Mitchel Resnick?

/, Todos os posts/Quem é o Professor Mitchel Resnick?

Alzira Willcox
Bia Willcox, diretora acadêmica do Curso Wowl Education, entrevistou o Prof. Mitchel Resnick e é impossível não se deixar contagiar pelo entusiasmo ouvindo-o falar sobre os seus projetos, mas, sobretudo, conhecer as suas ideias e crenças sobre educação.
Antes de falarmos sobre as ideias e projetos do Prof. Resnick, um breve passeio sobre a sua biografia.
Mitchel Resnick é professor de Pesquisas Educacionais do Laboratório de Mídia do MIT , ligado à Fundação LEGO, há muito tempo mantida pelo MIT. Lá, desenvolve novas tecnologias e atividades para envolver principalmente crianças nas suas experiências criativas.
Há uma pesquisa que ele desenvolve e que se chama Lifelong Kindergarten, em tradução livre: Vida longa ao Jardim de Infância. Criou um grupo de pesquisa que desenvolveu o Scratch, um software, mas, sobretudo, uma comunidade online, usada por milhões de pessoas pelo mundo afora. Esse grupo também colabora com a LEGO no desenvolvimento de novas ideias em educação e novos produtos, incluindo o LEGO Mindstorms e o WeDo, kits de robótica. Ele é também cofundador do projeto Computer Clubhouse, uma rede internacional de 100 centros de aprendizagem fora da escola. Centros onde jovens oriundos de comunidades carentes, de baixa renda, aprendem a se expressar criativamente usando novas tecnologias.
Resnick tem formação em Física pela Universidade de Princeton, Mestrado e Doutorado em Ciência da Computação pelo MIT. Ele trabalhou como jornalista na área de Ciência e Tecnologia e é autor de vários livros, sendo coautor do livro “Adventures in Modeling” e “The Official Scratch Book” (2015). Em 2011, ele recebeu o Prêmio McGraw em Educação e em 2013 o Prêmio AACE EdMedia Pioneiro. Seu último livro é Lifelong Kindergarten e é dele que vamos falar.
Por que Lifelong Kindergarten? Qual é o objetivo dessa pesquisa – é uma das perguntas de Bia Willcox. E ele, dono de uma simplicidade carismática explica que o objetivo é estender o formato das atividades do Jardim de Infância às classes do Ensino Fundamental, principalmente a ideia de trabalhar em grupo ou aos pares, desenvolver experiências criativas, com novas tecnologias, mas com o espírito próprio das crianças no Jardim de Infância que trabalham com blocos e pintura a dedo. O que essa pesquisa pretende e é o seu maior objetivo é ter um mundo habitado principalmente por pessoas criativas e com espírito lúdico para que possam inventar novas possibilidades para eles próprios e suas comunidades.
Ele afirma que no Jardim de Infância a criança constrói o seu conhecimento, participa ativamente do processo de aprendizagem, mas que, ao chegar ao Ensino Fundamental, ela passa a ser mero receptor do saber do professor. Esse, apenas transmissor de conhecimento. E está convicto que a entrada de novas tecnologias na educação não mudou a estrutura do sistema. O computador entrou para realizar a mesma tarefa do professor – transmitir conhecimento. E, nesse sentido, há um aproveitamento pobre das novas tecnologias. O importante é desenvolver novas tecnologias, atividades e contextos que estimulem os jovens a se tornarem criativos, pensadores criativos, diz ele. E aí entra o Scratch, linguagem de programação e comunidade online, que explora novas formas de atividades com muita participação dos alunos. E propicia o desenvolvimento do raciocínio, estimulando a criatividade.
O que o Projeto Lifelong Kindergarten busca, na verdade? O projeto quer formar alunos lúdicos, criativos, curiosos, que estejam empenhados em desenvolver novos projetos, interessados em estudar cada vez mais como as pessoas aprendem, que tenham um olhar e o desejo de se comprometer a colaborar com comunidades diversas. Lifelong Kindergarten propõe pesquisa para projetos em diferentes áreas, incluindo Ciência da Computação, Design, Psicologia e Pedagogia. E nessa busca para formar pessoas com o perfil descrito, procura estudantes que tenham expertise em pelo menos uma dessas áreas e se interessem em aprender sempre mais.
Com o livro Lifelong Kindergarten, Prof. Resnick pretende que, por muito tempo, mais tecnologias sejam desenvolvidas para estender a abordagem usada no Jardim de Infância a alunos de todas as idades. E ele sabe que não será fácil porque há uma forte tradição cultural empurrando para outra direção. Em vez de conseguirmos levar a metodologia dos Jardins de Infância para adiante, muitas escolas de Educação Infantil (Jardins de Infância) estão começando a mudar o seu método e fazendo com que seus pequenos alunos trabalhem com letras e números em vez de construir com blocos e fazer pintura a dedo. Ou seja, em pouco tempo o Jardim de Infância estará igual ao resto das escolas. E é exatamente o contrário a se fazer, se quisermos ajudar as crianças a desenvolverem pensamento criativo e a se tornarem capazes de resolver os problemas que haverá na sociedade futura. É preciso reverter essa tendência, aborda o livro. Necessitamos fazer com que o resto da escola – na verdade, o resto da vida – trabalhe como no Jardim de Infância.
Eis que conversar com o Prof. Mitchel Resnick se torna uma experiência arrebatadora. Ele tem ideias simples, e simples hoje em dia é revolucionário. Simples, mas de longo alcance, simples, mas exige comprometimento, vontade de agir, de criar, de desenvolver projetos. “Lifelong to him”.
Abaixo, o link para a entrevista que a Profª. Bia Willcox fez com o Prof. Mitchel Resnick.
You tube: https://www.youtube.com/watch?time_continue=43&v=a1bTknp8sjY

 

2020-07-10T09:00:53-03:00